Pastore Car Collection

ver filtros
Categorias
Fabricante
Ano
Opcionais
Vendido

Santa Matilde SM 4.1

Fechar Vídeo

Santa Matilde SM 4.1

  • Informações Gerais

    Marca: Santa Matilde
    Modelo: SM 4.1
    Ano Fabricação/Ano Modelo: 1986/1986
    Cor: Branco
    Portas: 2
    Quilometragem: 74.716
    Dimensões - Comp./Largura/Altura (mm): 4180/1715/1320
    Ocupantes: 2

  • Mecânica e Segurança

    Combustível: Álcool
    Motor: 4.1l
    Potência: 122 CV
    Câmbio: Manual - 4 Velocidades
    Tração: Traseira
    Freios: Disco Dianteiro e Tambor Traseiro
    Rodas: Liga Leve R15
    Direção Hidráulica: Sim

  • Acessórios/Opcionais

    Bancos: Concha - San Marino Race
    Sistema de Som: Rádio AM/FM + CD Player + MP3
    Volante: Fueltech Shutt

  • Informações Extra

    País de Origem: Brasil

ATENÇÃO! Devido a grande rotatividade em nosso estoque, se faz necessário a consulta diretamente em nossa loja para certificar de que o veículo ainda se encontra sob nossos cuidados. O valor do anúncio deve ser confirmado, pois o mesmo pode ter sido ajustado em nossa loja e ainda não ter sido modificado neste site. Obrigado pela compreensão. Pastore Car Collection.

Observações

Santa Matilde SM 4.1 1986/1986 na cor Branco. Carro em Excelente estado de conservação. Com bancos Concha da San Marino Race!

O Santa Matilde foi um automóvel esportivo fabricado pela Companhia Industrial Santa Matilde na cidade de Três Rios (RJ).
Em meados dos anos 70, o engenheiro Humberto Pimentel Duarte, um amante de carros esportivos, tinha um Porsche Targa 911S e uma preocupação. Desagradava-lhe a idéia de colocar o carro em risco com o uso diário.

Após amargar um bom tempo na fila de espera de um Puma GTB, o presidente da Companhia Industrial Santa Matilde, fabricante de vagões e equipamentos agrícolas, cedeu aos apelos da filha. Nessa época, Ana Lidia tinha 19 anos e um sonho: produzir um carro.

Pego no momento propício, o pai topou e ambos se debruçaram sobre revistas à procura de boas referências. Daí para a prancheta foi um passo. Com o projeto nas mãos, procuraram o então piloto e preparador de carros Renato Peixoto.

Assim surgiu em 1978 o SM 4.1, um esportivo com bom desempenho e acabamento requintado para ocupar a vaga deixada pelas restrições à importação de automóveis.
Utilizava mecânica do Chevrolet Opala, com motor 4.1L, 6 cilindros em linha. O chassis também foi desenvolvido a partir das longarinas do Opala.

Outros veículos sugeridos: