Pastore Car Collection

ver filtros
Categorias
Fabricante
Ano
Opcionais
Vendido

Yamaha RD350 R

Yamaha RD350 R

  • Informações Gerais

    Marca: Yamaha
    Modelo: RD350 R
    Ano Fabricação/Ano Modelo: 1991/1991
    Cor: Preto
    Quilometragem: 25.200
    Ocupantes: 2

  • Mecânica e Segurança

    Combustível: Gasolina
    Motor: 347 cm³
    Potência: 55CV
    Câmbio: Manual - 6 Velocidades
    Tração: Traseira
    Freios: dianteiro, duplo disco de 267 mm; traseiro, um disco de 267 mm.

  • Acessórios/Opcionais

  • Informações Extra

    País de Origem: Brasil

ATENÇÃO! Devido a grande rotatividade em nosso estoque, se faz necessário a consulta diretamente em nossa loja para certificar de que o veículo ainda se encontra sob nossos cuidados. O valor do anúncio deve ser confirmado, pois o mesmo pode ter sido ajustado em nossa loja e ainda não ter sido modificado neste site. Obrigado pela compreensão. Pastore Car Collection.

Observações

Yamaha RD350R 1991/1991 em ótimo estado! Moto para colecionadores! Apenas 25.200KM.
Em 1986 passa a ser produzida no Brasil com novo visual e carenagem semi-integral e já em 1987, uma decisão da Yamaha centraliza a produção das RD 350 em nosso país, sendo exportada para o resto do mundo e descontinuada no Japão. Assim, no ano de 1988, ela ganha carenagem integral, discos de freios vazados, suspensão dianteira Showa e um novo nome, RD 350R, adequando-se ao exigente mercado externo.
Em 1991 recebeu sua última remodelagem, passando a contar com carenagem totalmente fechada, no estilo da CBR 600 e Suzuki RGV, ganhando novos faróis duplos, seguindo o mesmo padrão de estilo das FZR.
Teve sua produção encerrada para o mercado brasileiro em 1993, sendo que seus últimos modelos foram vendidos até o final daquele ano. Ainda assim, foram produzidas para o mercado italiano, alemão e espanhol até o ano de 1995.
Motor 2 cilindros em linha, 2 tempos, refrigerado a água; válvula eletrônica YPVS. Diâmetro e curso: 64 x 54 mm. Cilindrada: 347 cm³. Taxa de compressão: 5:1. Potência máxima: 55 cv a 9.000 rpm. Torque máximo: 4,74 m.kgf a 8.500 rpm. Dois carburadores Mikuni VM 26 mm. Partida a pedal. Sua velocidade máxima era de 199 km/h. Sua aceleração de 0 a 100 km/h era de 6 s, e seu consumo médio na cidade ficava entre 12 e 14 km/l.
A RD 350, seja qual for o ano, sempre foi cercadas de muitas lendas e histórias, muitas delas infelizmente a depreciavam, como foi o caso do apelido “Viúva Negra”. Este apelido se deve à grande ineficiência dos freios das RD´s 250/350 anos 70, que povoavam as ruas brasileiras, importadas entre 73 e 76. Seus enormes freios a tambor e posteriormente disco simples na dianteira eram ineficientes para frear uma moto que atingia com extrema facilidade, velocidades de 180 km/h. Não diferente também o fato dessas motos entregarem toda a sua potência quando o motor atingia seus 5000 / 6000 giros. Isto tinha um efeito devastador sobre a grande maioria dos pilotos inexperientes da época, que não usavam nenhum equipamento de segurança, principalmente o capacete cujo uso não era obrigatório naquele tempo. Mesmo assim as RD 350LC, apesar da grande evolução do seu sistema de freios e utilização de pneus com melhor aderência, herdaram o apelido.

Yamaha RDR (1).JPG